domingo, 5 de junho de 2011

FINAL DA COPA DE LITERATURA



Alô, você, meu caro leitor. Passei por aqui só para lembrar que amanhã será um dia muito importante - apesar de ser segunda-feira "braba". É que teremos a final da Copa de Literatura Brasileira edição 2010/2011 - o campeonato mais divertido das letras nacionais que existe desde 2007. Será um duelo de Titãs, para usar um clichê ou uma hipérbole - como você preferir. O campeonato que começou em fevereiro terá O filho da mãe, de Bernardo Carvalho x O livro dos mandarins, de Ricardo Lísias.

Os dois romances chegaram até aqui depois de disputarem com Edney Silvestre, Elvira Vigna, Andre de Leones, Sérgio Rodrigues, Joca Reiners Terron e Michel Laub. Na grande final teremos parecer de todos os jurados + Fernando de Freitas Leitão Torres. Quem ganhar fará companhia aos escritores Luiz Antonio de Assis Brasil, Cristovão Tezza e Carola Saavedra.

Infelizmente só li O filho da mãe, do Bernardo Carvalho, por isso vou ter de me ausentar de qualquer parecer ou torcida. O livro do Ricardo Lísias está na minha fila de leitura. Me limito a dizer o seguinte: O filho da mãe é muito bom e o Bernardo Carvalho já é uma espécie de unanimidade de crítica e público; sobre O livro dos mandarins li muitos comentários positivos e sei que ele concorreu em vários prêmios de literatura do ano passado - Lísias inclusive está na lista e nas perguntas dos 20 escritores com menos de 40.

Me comprometo com o seguinte: se o livro do Lísias ganhar, vou passá-lo na frente na minha longa fila de leitura; ganhando o Bernardo, vou passar Nove noites na frente na fila - é que também não li esse.

E você, meu caro leitor, já fez sua aposta? Torce para quem e porquê?

*imagem: reprodução.

Share/Save/Bookmark

3 comentários:

  1. Que ganhe o melhor! Também estou acompanhando...

    ResponderExcluir
  2. Maíra, já saiu o ganhador: "O livro dos mandarins", do Ricardo Lísias.

    ResponderExcluir
  3. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Revista Macondo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir