quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

APOSTAS PARA 2015 - NACIONAIS E ESTRANGEIROS

Entra ano, saí ano e a melhor maneira de começar os trabalhos com o pé direito é falando da previsão de lançamentos de livros das editoras nacionais e estrangeiras. Afinal, ano bom é ano com muita novidade. Aposto que você ainda está na praia u voltou ao trabalho com preguiça, mas procurou o termo "lançamentos de ficção 2015" no Google.

As nossas editoras não costumam divulgar o cronograma de lançamentos do ano com muita antecedência. Por isso, estou listando abaixo um apanhado de livros que consegui apurar aqui e acolá. Tem o nome da editora e do autor - em alguns casos consta o título em português ou o título original já que a tradução deve estar em andamento. Não estou mencionando os autores que devem pintar na FLIP e sempre agitam lançamentos.

Senti falta (e vocês também vão perceber) de listar lançamentos dos selos digitais que ganham mais espaço a cada ano. Alõ, editores!

Vale lembrar que são previsões e as editoras podem alterar os cronogramas - assim como pode pintar uma nova onda, tipo "romances com vampiros, zumbis e anjos", "pornô S&M soft" etc. e lançamentos jorrem aos montes. Tudo pode acontecer.

Entre os nacionais destaco o livro de contos do escritor Ricardo Lísias que sempre merece bastante atenção. Na gringa, fico com Tom McCarthy que está fazendo um trabalho esplendoroso com a prosa de ficção e ainda permanece inédito por aqui.

Se alguém descobrir ou souber de algum outro lançamento e quiser contribuir, por favor, mande um sinal de fumaça. Prometo ficar de olho e atualizar a lista a medida que receber as informações.




-> ALFAGUARA
Concentração e outros contos, de Ricardo Lísias
Maior que o mundo, de Reinaldo Moraes
As reputações, de Juan Gabriel Vásquez
Um grão de trigo, de Ngugi wa Thiong'o
Soumission, de Michel Houllebecq
Avenida bonita, de Peter Buwalda

-> BIBLIOTECA AZUL (Globo Livros)
L'amica geniale, de Elena Ferrante
Harvest, de Jim Crace (também haverá reedição de Being dead e Quarentine)
Tetralogio Rabbit, de John Updike (reedição)
Obras completas de Adolfo Bioy Casares – volume B e C
To rise again at a decent hour, de Joshua Ferris

-> INTRÍNSECA
Nós, de David Nicholls
Toda luz que não podemos ver, de Anthony Doerr
Summerhouse with swimming pool, de Herman Koch

-> COSAC NAIFY
Não há lugar para a lógica em Kassel, de Enrique Vila-Matas
Em alto mar, de Toine Heijmans
Absalão, Absalão!, de William Faulkner

-> BERTRAND BRASIL
The good lord bird, de James McBride
The snow queen, de Michael Cunnighan
Zoo time, de Howard Jacobson
Hah, de Birgül Oguz

-> ROCCO
Um ano na selva, de Suzanne Collins
Abaixo do paraíso, de André de Leones

-> EDITORA 34
A educação sentimental, de Gustave Flaubert
Contos de Kolimá, de Varlam Chalámov
A escavação, de Andrei Platónov
Os sete enforcados, de Leonid Andrêiev
O adolescente, de Fiódor Dostoiévski
Sátántangó, de László Krasznahorkai
Carmen, de Prosper Mérimée

-> RADIO LONDRES
Atocha, de Ben Lerner
Viva a música!, de Andrés Caicedo
Stoner, de John Williams
A vida em espiral, de Abasse Ndione
Minotauro, de Benjamin Tammuz
Joe Speedboat, de Tommy Wieringa
Está tudo tranquilo lá em cima e Dez gansos brancos, de Gerbrand Bakker
Tirza, de Arnon Grunberg

-> FARO
Espero que sirvam cerveja no inferno, de Tucker Max

-> FOZ 
A rainha ginga, de José Eduardo Agualusa

-> COMPANHIA DAS LETRAS
Rãs, de Mo Yan
O lugar mais sombrio, de Milton Hatoum
A hologram for the king, de Dave Eggers
Como se o mundo fosse um bom lugar, de Marçal Aquino
Os mil outonos de Jacob de Zoet, de David Mitchell
Cloud Atlas, de David Mitchell
Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust (com tradução de Mario Sergio Conti)
City on fire, de Garth Risk Hallberg (sai em setembro, nos Estados Unidos)
Compilação de histórias policiais The Latin American Crime Issue, da revista McSweeney's - entre os autores Joca Reiners Terron, Bernardo Carvalho e Carol Bensimon
Não preciso mais de você, de Arthur Miller
How to be both, de Ali Smith
Biografia involuntária dos amantes, de João Tordo
I racconti e O gattopardo, de Tomasi di Lampedusa
As mudanças e os choques, de Martin Wolf
A era da ambição, de Evan Osnos
Nora Webster, de Colm Tóibín
A zona de interesse, de Martin Amis
Funny Girl, de Nick Hornby
Can’t and won’t, de Lydia Davis
A ilha da infância, de Karl Ove Knausgaard
Os judeus e as palavras, de Amós Oz e Fania Oz-Salzberger
O livro da gramática interior, de David Grossman
A casa assombrada, de John Boyne
A imortalidade, de Milan Kundera
Restinga, de Miguel Del Castillo

Eu não preciso mais de você, de Arthur Miller

-> ESTAÇÃO LIBERDADE
Don segundo sombra, de Ricardo Güiraldes
Humanidade perdida, de Osamu Dazai
Adeus, Tsugumi, de Banana Yoshimoto
O vento leste, de Otohiko Kaga
Medeia, de Christa Wolf
No país do cervo branco, de Chen Zhongshi
Da vida de um inútil, de Joseph von Eichendorff
Divã ocidental-oriental, de J. W. Goethe
Os anos de peregrinação de Wilhelm Meister, de J. W. Goethe

Natan, o sábio, de G. E. Lessing

-> HEDRA
Antologia do conto holandês (1839-1937), 16 contos de 16 autores

-> RECORD
Remissão da pena, Flores da ruína e Primavera de cão, de Patrick Modiano
Luxúria, de Fernando Bonassi
The wolf in white van, de John Darnielle

-> CARAMBAIA
Homens em guerra, de Andreas Latzko 
Soldados rasos, de Frederic Manning 
Juncos ao vento, de italiana Grazia Deledda

-> MUNDARÉU
O fogo, de Henri Barbusse
Uma juventude na Alemanha, de Ernst Toller

-> GRUA LIVROS
A última tentação de Cristo, de Nikos Kazantzakis 




GRINGOS (considerando o mercado editorial norte-americano e de língua inglesa)

Amnesia, de Peter Carey
The First Bad Man, de Miranda July
Lucky Alan: And Other Stories, de Jonathan Lethem
Satin Island, de Tom McCarthy
Trigger Warning: Short Fictions and Disturbances, de Neil Gaiman
The Buried Giant, de Kazuo Ishiguro
Ashes in My Mouth, Sand in My Shoes e I Refuse, de Per Petterson
The Last Word, de Hanif Kureishi
God Help the Child, de Toni Morrison
The Making of Zombie Wars, de Aleksandr Hemon
Purity, de Jonathan Franzen

*Imagens: divulgação.

Share/Save/Bookmark

15 comentários:

  1. COSAC NAIFY:

    Em alto mar, de Toine Heijmans

    (fonte: http://blogs.estadao.com.br/babel/livro-de-bernardo-kucinski-sobre-a-ditadura-militar-vai-virar-filme/)


    COMPANHIA DAS LETRAS:

    As mudanças e os choques, de Martin Wolf (previsto para março)
    A era da ambição, de Evan Osnos (previsto para março)
    Nora Webster, de Colm Tóibín (previsto para junho)
    A zona de interesse, de Martin Amis (previsto para maio)
    Funny Girl, de Nick Hornby (previsto para março)
    Can’t and won’t, de Lydia Davis (previsto para o segundo semestre)
    A ilha da infância, de Karl Ove Knausgaard (previsto para maio)

    (fonte: http://www.blogdacompanhia.com.br/2015/01/os-melhores-livros-de-2014)


    INTRÍNSECA:

    Summerhouse with Swimming Pool, de Herman Koch

    (fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/raquelcozer/2014/12/1564921-sem-demanda.shtml)


    EDITORA 34:

    Contos de Kolimá, de Varlam Chalámov
    A Escavação, de Andrei Platónov
    Os Sete Enforcados, de Leonid Andrêiev
    O Adolescente, de Fiódor Dostoiévski
    Sátántangó, de László Krasznahorkai
    Carmen, de Prosper Mérimée

    (fonte: entrevista em diversos sites e áudio via rádio com os editores)

    ALFAGUARA:

    Avenida Bonita, de Peter Buwalda

    (fonte: http://blogs.estadao.com.br/babel/livro-de-bernardo-kucinski-sobre-a-ditadura-militar-vai-virar-filme)

    ESTAÇÃO LIBERDADE:

    Humanidade Perdida, de Osamu Dazai
    Adeus, Tsugumi, de Banana Yoshimoto
    O Vento Leste, de Otohiko Kaga
    Medeia, de Christa Wolf
    1913 - Verão do Século, de Florian Illies
    No País do Cervo Branco, de Chen Zhongshi
    Da Vida de um Inútil, de Joseph von Eichendorff
    Divã Ocidental-Oriental, de J. W. Goethe
    Os Anos de Peregrinação de Wilhelm Meister, de J. W. Goethe
    Natan, o Sábio, de G. E. Lessing

    (fonte: catálogo digital da editora, que foi retirado do ar com a nova mudança de site)

    EDITORA GLOBO:

    Autobiography, de Morrissey
    The Collected Poems, de Sylvia Plath
    The narrow road to the deep North, de Richard Flanagan
    L’ amica geniale, de Elena Ferrante
    A girl is half-formed thing, de Eimear McBride
    Euforia, de Lily King
    To Rise Again at a Decent Hour, de Joshua Ferris
    The empathy exams, de Leslie Jamison

    (fonte: perfil da editora no facebook)

    HEDRA:

    Antologia do conto holandês (1839-1937), 16 contos de 16 autores

    (fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/raquelcozer/2014/09/1511628-invasao-holandesa.shtml)

    ResponderExcluir
  2. No exterior sai também Purity, de Jonathan Franzen, dá uma olhada:

    http://time.com/3589979/jonathan-franzen-new-book-purity

    ResponderExcluir
  3. Vai ser ano daqueles! Aguardemos!

    Att

    ResponderExcluir
  4. Segue link sobre a onda holandesa que desembarcará no Brasil este ano:
    https://www.facebook.com/pages/Literatura-Holandesa/725531294164855

    A Grua Livros tem previsão de publicação de A Última Tentação de Cristo de Nikos Kazantzakis com tradução direta do grego ainda para este ano. A editora já publicou do autor o ótimo Vida e Proezas de Aléxis Zorbás e O Capitão Mihalis que será uma de minhas próximas leituras. Dentre as principais obras do grego só ficará faltando O Cristo Recrucificado aqui em terras tupiniquins. Espero que esteja nos planos da editora. É uma satisfação muito grande perceber o empenho de uma editora nova e ainda pequena em publicar grandes autores. Estão preenchendo uma lacuna no mercado editorial brasileiro.

    No aguardo para que alguma editora redescubra o Pär Lagerkvist e lance O Anão e Barrabás com tradução direta do original.

    Na torcida para que a Companhia das Letras publique Irmãos Tanner do Robert Walser ainda neste ano. Este autor merece ser descoberto.

    No aguardo por Sátántangó, Stoner, Os Sete Enforcados, dentre outros.
    Obrigado pelo apanhado realizado pelo blog.

    ResponderExcluir
  5. A Cosac Naify divulgou a capa de Absalão, Absalão! do Faulkner no Instagram. Mais um pra lista.

    Parece que a Companhia das Letras tem planos de lançar O Planeta do Sr. Sammler do Saul Bellow em breve também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma vez obrigado! Atualização feita.

      Excluir
  6. Tem o romance novo do Paulo Scott, que sai pela Foz, "O ano que vivi de literatura" (abril).

    Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2014/12/1567614-pesquisa-informal-mostra-que-poucos-escritores-se-sustentam-pela-venda-de-livros-no-brasil.shtml?cmpid=compfb

    Se não me engano, o novo da Paula Fábrio, vencedora do SP de Literatura, também sai pela Foz (não sei título ou previsão...).

    Pela Companhia:
    Galveias - José Luís Peixoto (segundo info do fb da Cia)
    MetaMAUS - Art Spielgelman (sairia em 2014, ficou para 2015)

    ResponderExcluir
  7. Ah, sim: tem também o romance da Vanessa Barbara que venceu o Prêmio Paraná de Literatura. "Operação impensável" teve uma tiragem de 1,000 exemplares no final do ano, mas dirigida, sem chegar ao mercado. Em 2015, deve sair por alguma editora (Companhia?)..

    ResponderExcluir
  8. A Cosac Naify soltou uma lista de previsões de lançamentos no blog oficial deles:

    http://editora.cosacnaify.com.br/blog/?p=17099

    ResponderExcluir
  9. Lista com os holandeses previstos para 2015:

    “Antologia do conto holandês - 1839-1937” 16 contos de 16 autores – Ed. Hedra, org. e trad. do holandês de Daniel Dago (clássico)
    “Max Havelaar”, de Multatuli – Ed. Civilização Brasileira, trad. do holandês de João Pijnappel (clássico)
    “Avenida Bonita”, de Peter Buwalda – Ed. Objetiva, trad. do inglês de Cássio Arantes Leite (contemporâneo)
    “No mar”, de Toine Heijmans – Ed. Cosac Naify, trad. do holandês de Mariângela Guimarães (contemporâneo)
    “Joe Speedboat”, de Tommy Wieringa – Ed. Rádio Londres, trad. do holandês de Cristiano Zwiesele (contemporâneo)
    “Está tudo tranquilo lá em cima”, de Gerbrand Bakker – Ed. Rádio Londres, trad. do holandês de Cristiano Zwiesele (contemporâneo)
    “Dez gansos brancos”, de Gerbrand Bakker – Ed. Rádio Londres, trad. do holandês de Cristiano Zwiesele (contemporâneo)
    “Tirza”, de Arnon Grunberg – Ed. Rádio Londres, trad. do holandês de Mariângela Guimarães (contemporâneo)
    "Casa de verão com piscina", de Herman Koch – Ed. Intrínseca, não informado a língua de partida nem o tradutor (contemporâneo)
    “Uma confissão póstuma”, de Marcellus Emants – Editora não divulgada, trad. do holandês de Daniel Dago (clássico)
    “Sobre pessoas velhas e coisas que passam...”, de Louis Couperus – Editora não divulgada, trad. do holandês de Daniel Dago (clássico)
    “Caráter”, de Ferdinand Bordewijk – Editora não divulgada, trad. do holandês de Daniel Dago (clássico)
    “Uma virgem boba”, de Ida Simons – Ed. Objetiva, trad. do holandês, tradutor não divulgado (clássico)
    “A câmara escura de Dâmocles”, de W.F. Hermans – Ed. 34, trad. do holandês, tradutor não divulgado (clássico)
    “Cartas”, de Vincent van Gogh – Ed. 34, trad. do holandês, tradutor não divulgado (clássico)

    https://www.facebook.com/pages/Literatura-Holandesa/725531294164855

    Novo livro do Umberto Eco chamado Número Zero pela Record:

    http://www.record.com.br/novidades_cada.asp?id_novidade=1224

    ResponderExcluir
  10. Mais um:

    Sono - Murakami
    https://www.facebook.com/Alfaguara.br/photos/a.158582900864570.33095.114849465237914/821610574561796/?type=1&theater

    ResponderExcluir
  11. Mais alguns títulos podem ser retirados desta matéria:
    http://www.jornaldaparaiba.com.br/noticia/143296_confira-15-lancamentos-de-2015

    ResponderExcluir